domingo, 3 de maio de 2020

PF mira celular de Zambelli para apurar acusações de Moro contra Bolsonaro



A Polícia Federal (PF) copiou mensagens extraídas do telefone celular do ex-ministro da Justiça Sergio Moro durante o depoimento de mais de oito horas que ele prestou na superintendência da corporação em Curitiba (PR). Dois peritos passaram o dia de prontidão no prédio da PF no bairro Santa Cândida, enquanto o ex-juiz da Lava Jato reafirmava as acusações de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tentou interferir na corporação.
De outro lado, pessoas presentes ao depoimento no sábado (2) já estudavam, neste domingo (3), um dos próximos passos da investigação. Obter os dados do telefone celular da deputada Carla Zambelli (PSL-SP) ou conseguir um depoimento dela seria importante para dirimir a suspeita de que o presidente participou da oferta de vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) horas antes de Moro pedir demissão do cargo, em 24 de abril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Venha fazer parte da campanha solidária e ajude as famílias que mais necessita da sua doação